Um serviço público e insubstituível

Um movimento anti-privatização da RTP está a ser criado e lançará um abaixo assinado, disse hoje à Lusa o socialista Arons de Carvalho, promotor da iniciativa que contesta o fim do serviço público admitido na proposta de revisão constitucional do PSD. (…) Para Arons de Carvalho, a televisão e rádio públicas são “insubstituíveis”, oferecendo uma “diversidade” que não se encontra nos operadores privados (…)

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: