Acerca dos constrangimentos causados pela cimeira da NATO

Confesso que me incomoda a ideia de que para realizar uma cimeira internacional seja necessário colocar uma cidade em “estado de sítio”. No entanto, por ainda me recordar do que sucedeu em Seattle e por não ser grande apreciador das hordas de hunos alterglobalistas, comprêendo a necessidade das medidas de excepção. Não obstante, julgo que não seria má ideia procurar alternativas menos incómodas para todos.

Para terminar, acho muito estranho que a extrema-esquerda necessite importar activistas estrangeiros para compor as manif’s anti-NATO. Parece que a capacidade de mobilização interna também não escapou à crise. E espero que os barbudos que nos últimos dias têm sido impedidos de entrar em território nacional tenham sido apanhados com algo mais perigoso que panfletos. E se o foram talvez teria sido melhor apresentá-los a um juiz que poderia determinar a validade da interdicção e a perigosidade do material apreendido.

Medidas de excepção devem apenas ser aplicadas em casos excepcionais (perdoem-me a redudância). E se cada vez que se realizar uma cimeira for necessário todo este aparato talvez não seja boa ideia competirmos activamente pela sua organização.
Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: