Areia para os olhos

Vieira da Silva em mais um exercício de malabarismo político

“Não há despesa oculta nas contas públicas portuguesas”, declarou ontem o governante, que falava aos jornalistas no Ministério da Economia, em Lisboa.”
Claro que não. Estes mil milhões de euros estavam perfeitamente reflectidos nas contas nacionais. Em exercícios futuros. Nem se estava a querer passar despesa pública como investimento privado.

” Não se descobriu nada de novo. (…) Não se fizeram mais estradas, não se gastou mais dinheiro, não tivemos mais responsabilidades”
É isso que assusta. A despesa pública oculta parecer crescer como erva daninha. E os benefícios desta orgia despesista?

“há, ao invés, uma “nova forma de contabilizar” o défice, que “não arrasta responsabilidade adicional futura”, diz Vieira da Silva.”
É claro que não. O dinheiro foi-nos doado por benfeitores sem qualquer juro ou amortização. Foi este tipo de fantasias que fez a divida e o défice público explodirem durante os governos socialistas.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: