Não vai dar

Não sei se ainda se recordam. Em 2008 a crise parecia ser um fenómeno exclusivamente americano e a Europa permanecia incólume. Os responsáveis da UE e respectivos países-membros exultavam com o que parecia ser o novíssimo fim da História (Fukuyama style) em que o “modelo social europeu” tinha derrotado o “capitalismo selvagem” americano. Perante o miserável estado de muitas economias dos países-mebros e da autêntica “guerra civil” que grassa na UE, é com uma grande dose de ironia que olho para os pedidos de auxílio que a UE faz aos BRIC’s, países menos desenvolvidos e cujo crescimento se deve, em parte, ao abandono das práticas socialistas bem ao gosto dos políticos europeus. Mas parece que estes também não estão com grande disposição de nos socorrer:

Brazilian Finance Minister Guido Mantega echoed calls for Europe to solve its own burgeoning fiscal problems, saying Brazil had no intention of making such purchases.

“I believe that European countries do not need funds from Brazil to buy bonds. Brazil is not considering it,” Mantega told reporters in Brasilia. “They have to find solutions to the European problems within Europe(…)

India and Russia are not interested in offering more funds to help Europe while there was not evidence China planned to chip in, a high ranking official from an emerging market country told Reuters.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: