Ressaca europeia

Luciano Amaral no Diáro Económico

[A]s actuais desgraças não se explicam pela incompetência dos líderes europeus de agora. As razões são um bocadinho mais profundas. Enquanto tudo correu bem, pouca gente reparou na maneira vanguardista, quase revolucionária, como tudo ia sendo feito. A célebre metáfora que diz que a “Europa é como uma bicicleta que não pode parar, senão cai”, ilustra-o na perfeição. Haverá poucas coisas piores para a paz e a prosperidade de qualquer comunidade política do que um ambiente institucional que está sempre a mudar, sempre a avançar e promete estar sempre a mudar e a avançar. O que os cidadãos de uma comunidade liberal e democrática precisam é, sobretudo, de previsibilidade e estabilidade institucional. Se a promessa é de mudança constante, então é também de conflito permanente. Nada poderia ser mais claro hoje.

Em vez de continuar por caminhos loucos, como persistem os crentes, talvez a hora fosse boa para efectivamente salvar a Europa, entendendo-a de vez como uma instância de cooperação entre democracias e não como um projecto que insiste em avançar em direcção a um futuro radioso que nunca chega.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: