O fardo do homem branco

Excerto de “Os Dias Contados” de Alberto Gonçalves (Diário de Notícias)

Se a diferença de tratamento não se deve à quantidade de homicídios, a diferença passa decerto pela qualidade: ou um homicida inspira acrescidas mesuras quando é árabe, ou as vítimas inspiram mais pena quando são negras. Se o primeiro ou as segundas incorrerem na infâmia de pertencer à etnia (digamos) dominante, os critérios de avaliação subvertem-se imediatamente. Os ocidentais matam por crueldade, os restantes acabam “conduzidos à delinquência”. Os ocidentais morrem sem motivo, os restantes morrem devido ao ódio ou à incúria. Os ocidentais sacrificam-se em prol da exaltação paternalista do “outro”, os restantes não devolvem a cortesia.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: