Et tu Gros?

 
Na sua opinião, Portugal tem de ser firme, deixando que as empresas vão à falência, em vez de assumir as suas dívidas ou de conceder empréstimos a firmas ineficientes só para preservar a produção e os empregos. “O impacto no PIB será enorme, mas agora é um PIB insustentável… a economia tem de registar uma contracção até chegar a um excedente das contas correntes”, acrescentou, adiantando que para isso é preciso que o consumo nacional caia entre 10% a 15% e os salários desçam até 20%.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: