Tag Archives: ambiente

Obama, the anti-Midas touch

Ener1, a battery company that President Obama referenced in his State of The Union Speech on Tuesday as an example of successful energy investments, has just filed for chapter 11 bankruptcy. That’s just two days after the speech.“In three years, our partnership with the private sector has already positioned America to be the world’s leading manufacturer of high-tech batteries,” Obama said in his speech. 

in Business Insider

Eco-poluição

No EurActiv

Greenhouse gas emissions from biofuels such as palm oil, soybean and rapeseed are higher than those for fossil fuels when the effects of Indirect Land Use Change (ILUC) are counted, according to leaked EU data seen by EurActiv.

Para os mais distraídos, recordo que desde 2009 é obrigatória a incorporação de uma percentagem mínima de biocombustíveis no gasóleo o que tem onerado de forma substancial o preço final.

Leitura recomendada

O falhanço da energia solar no Ecotretas

O moderno despotismo iluminado

maradona a propósito da política subsidiação da energias renováveis pelo governo socialista

“Não percebo como é que não se compreende uma coisa, que é simples como as ventas de mediocre do António José Seguro: quando, centralizadamente, se subsidia a produção de um bem, está-se a retirar informação e diversidade ao sistema, e assim a limitar a sua capacidade de adaptação às circunstâncias que por definição são irreconhecíveis antecipadamente ao homem, e a substitui-la pelas possibilidades de um único cérebro (que, relembro, no caso é o do Eng. José Sócrates).(…)

O raciocínio é infantil de tão lógico: perante a incerteza, poupança há-de ser sempre contabilizada como poupança, qualquer que seja o futuro tecnológico que se considere; pelo contrário, se, por vississitudes que nem o engenheiro José Sócrates consegue antecipar (é possível, é possivel que ele não veja todo o futuro), o carvão ficar mais 50 anos ao preço da chuva, o vento for desbaratado por um avanço na transformação do fotões em energia témica, ou vice versa, ou o nuclear tiver uma solução para os seus problemas, ou…., ou….., ou…., os investimentos que tiverem sido canalizdos para os cavalos perdedores terá sido, rigorosamente, dinheiro deitado ao lixo.”

O deputado Saldanha e as conquistas energéticas do “engº” Pinto de Sousa

É preciso que se perceba, e o João Galamba pelos vistos não percebe, que a propaganda que este Governo tem feito em relação às suas conquistas energéticas é que é “eficiente”, não a realidade das merdas, que até são relativamente simples e óbvias, estão à nossa volta, por todo o lado.