Tag Archives: Iª Guerra Mundial

Contra a criminalização do negacionismo histórico

A França acaba de criminalizar a negação do genocídio arménio de 1915. A este propósito recordo e reafirmo o que escrevi acerca da condenação do historiador David Irving por negar o holocausto judeu na 2º Guerra Mundial:

“Não estando nós livres da “ameaça” do descrédito ou da censura pública pelas nossas opiniões, não devemos permitir que seja o Estado a decidir o que pode ou não ser dito e quais as verdades indisputáveis”

…e muito menos, devemos criminalizar as opiniões divergentes por mais absurdas ou carentes de fundamentação. Acrescento eu, quase 6 anos depois. Tal como no caso da Shoa, existem amplas evidências do genocídio arménio. Não é necessário (para não dizer recomendável) que a verdade seja estabelecida de forma administrativa.

Mitos da Iª Guerra Mundial

“A Grande Guerra” de Fernando Gabril no Diário Económico (e em versão integral no Gerontion)

Na semana passada os jornais noticiaram o “fim” da I Grande Guerra, com o pagamento pela Alemanha da última parcela das reparações de guerra. Referindo-se ao assunto, o Daily Telegraph resumiu de forma clara um mito duradouro: as reparações de guerra impostas à Alemanha constituíram um fardo “insuportável”, cujas consequências económicas “determinaram” a ascensão de Hitler e a eclosão da II Guerra Mundial. Este mito concorreu para a entronização intelectual de Keynes, promovida por uma historiografia ideológica que o representou como o único a antecipar as consequências desastrosas de uma paz que exigiu à Alemanha reparações “impossíveis” de pagar e “humilhantes”. Continuar a ler