Tag Archives: privatizações

Sobre a privatização da EDP

Luís Rocha no Blasfémias

Independentemente da opção tomada, o governo estaria sempre em cheque. A populaça comentará sempre em tom acrimonioso, como tão bem exemplificava a história de “o velho, o rapaz e o burro”. Mesmo que o modelo de privatização fosse o da venda em mercado aberto e em leilão competitivo, como aqui defendi. Isso representaria a opção pelo capitalismo popular, coisa mais escabrosa, ficaria a empresa na mão de uns milhares de alienados pelo lucro fácil e que venderiam na primeira oportunidade a quem quer que fosse, descurando totalmente os centros de decisão nacionais. Que já os perdemos há bastante tempo, mas é sempre uma tirada bonita, a puxar ao sentimento. 

Concorrência, o pior inimigo dos estatistas

Lacão sublinhou ainda que a privatização de um dos canais do Estado poderá ser prejudicial para os operadores privados, por trazer para o mercado mais um operador a disputar a publicidade.

Quanto à enorme perda que a privatização do 1º Canal representaria para o “serviço público de televisão” também estamos conversados.

O Ministro da Irracionalidade Económica

“Não faz sentido” pensar em “privatizar tudo”, diz o ministro das Obras Públicas. “As intervenções devem servir objetivos de racionalidade económica global”

Não sei o que é o “tudo” a que António Mendoça se refere mas um ministro que fica ligado a projectos como o TGV e outros projectos de rentabilidade mais que duvidosa, para não falar do calimitoso estado das empresas públicas, falar em “racionalidade económica” só pode ser entendido como uma piada.

Quem me dera

O dirigente socialista [Augusto Santos Silva] mostra-se ainda muito crítico em relação às medidas do PSD para o sector do Estado. “O programa do PSD insiste numa agenda privatizadora e enfraquecimento do papel do Estado”

Não sei se AAS está a renegar o memorando de entendimento negociado com a “troika” que prevê um várias privatizações e uma contracção do estado social. O programa do PSD vai um bocadito mais longe nalgumas áreas mas não exageremos. Mas numa altura em que o PS procura captar votos na extrema-esquerda e entre os subsidio-dependentes fica sempre bem criar este tipo de fantasias.

Onde está o Wally?


Exercício. Descubra na imagem supra o “serviço público nacional e suprapartidário” que ficaria irremediavelmente perdido com a privatização do 1º canal da RTP.